segunda-feira, 2 de junho de 2014

Resenha: Corações Feridos

Hoje minha resenha será de um livro em que de começo não dei nada, mas logo me apaixonei: Corações Feridos

"Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?"

Corações Feridos foi um livro que ganhei e de primeira não dei nada pela história. Gostei da capa, mas quando li a sinopse e vi que não era romance, logo desanimei. Mas aos poucos fui me envolvendo com o mistério que a Rebecca trazia a vida inteira.
Vamos lá. Rebecca é uma adolescente como todas as outras, a única diferença é que ele tem á Síndrome de Treacher Collins, que faz seu corpo e rosto ficarem cada vez mais deformado, sendo isso a única diferença física de sua irmã gêmea, Hephzibah, que sempre foi linda e quando entrou na escola, virou popular logo de cara.
A história é narrada por Rebecca depois que Hephzibah morre, e narrada por Hephzibah enquanto está viva. Ambas sofreram muito na mão de seu pai, que era um pastor super calmo, mas quando se tratava de suas filhas... Ele não tinha nem um pingo de dó!
Tudo começa quando Hephzibah implora pra ir para a escola, porque até então elas tinham aulas em casa com sua mãe. Lógico que Rebacca não gostou muito da ideia porque tinha sua Síndrome e sabia que sofreria por conta da sua aparência até o último momento. Dito e feito! Foi motivo de piada todo o momento em que esteve lá.
Louisa Reid deixa em mistério o motivo da morte de Hephzibah, mas no decorrer da história nós passamos a ter uma ideia do que aconteceu e porquê. As duas eram extremamente inocentes, não tiveram uma educação, não aprenderam nada sobre a vida fora de casa, até o momento que foram para a escola.
Quando você terminar de ler o livro, quando virar a última página você vai estar orgulhosa de como a história terminou, de como Rebecca foi corajosa.

Tá mais que óbvio que indico a história. Espero que façam bom proveito!! Bjss

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©