sábado, 6 de setembro de 2014

Resenha - Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo


Nota: 10/10
Título: Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Páginas: 392
Editora: Seguinte

"Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão.
Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo"



Esse livro se passa no México e conta a história de dois grandes amigos, Ari e Dante. Eles são pessoas totalmente diferentes, o oposto um do outro.
O livro começa bem calmo, com o ponto de vista do Ari, um menino infeliz.
Ari é sozinho e para mim ele está prestes a depressão, um bipolar que não sabe quase nada de sua vida. Não tem um bom convívio com seu pai e tem muitas dúvidas sobre seu irmão que está preso. Já Dante, é um menino feliz, que gosta de viver a vida, gosta de nadar, ler... e logo a partir do momento que ele conhece Ari, vira um transformador de vidas.

"Eu era praticamente invisível. Acho que gostava de ser assim.
Até que surgiu Dante."

Eu comecei a ler esse livro já com muita expectativa, e o um dos maiores pontos para mim foi a simplicidade, a história se desenvolve de um jeito fácil e mesmo com alguns pontos mais altos da história a fácil escrita não dá ao enredo uma leitura pesada, facilitando a vida do leitor.
Por ser tudo mais fácil, até os momentos que os dois fazem coisas simples, nos faz apaixonar.
Como o livro é pelo olhar do Ari, algumas coisas são bem melancólicas, até chega a dar raiva em certos momentos.

"Dante estava com a expressão diferente. Parecia um anjo. E tudo o que eu queria era meter a mão na cara dele. Não conseguia suportar minha própria crueldade."

No decorrer do livro, a amizade vai ficando mais intensa e em alguns momentos até mais frios, e você vai começando a adivinhar como vai ser o final, porque é bem óbvio.
Um dos principais pontos pra mim é como o autor tratou a homossexualidade, como algo normal, natural e isso é uma das principais partes. Ele explicou momento por momento, a auto-aceitação, a raiva, a vergonha, tudo que um homossexual passa ate se assumir.

"Às vezes, você faz coisas não porque pensou naquilo, mas porque sentiu. Sentiu demais. E nem sempre você pode se controlar quando sente demais."

Ari é um dos meus personagens preferidos e um dos meus livros preferidos.
Indico ele pra todo mundo: alguém que nunca leu nada por ser um livro fácil, alguém que ainda não aceita o amor de duas pessoas do mesmo sexo ou alguém que não gosta de romances.
É um livro muito bom e será sempre um dos meus preferidos.

"Outro segredo do Universo: às vezes, a dor era como uma tempestade que vinha do nada. A mais clara manhã de verão podia acabar em temporal. Podia acabar em raios e trovões."

Deixem seus comentários e opiniões sobre o livro. Beijos, Tau.

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©